Site da USP
DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO - USP

CMSC Cássia dos Coqueiros

Cássia dos Coqueiros é um pequeno município de aproximadamente 2800 habitantes, localizado a 80 Km de Ribeirão Preto. Foi lá que o Professor José de Lima Pedreira de Freitas desenvolveu estudos de campo sobre epidemiologia e controle de doença de Chagas, já a partir de 1947. Entre esses estudos  destaca-se aquele que resultou na sua tese de cátedra junto à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, defendida em 1963, intitulada “Importância do expurgo seletivo dos domicílios e anexos para a profilaxia da moléstia de Chagas pelo combate aos triatomíneos”. Foi através dessa investigação de campo, conduzida com extremo rigor
metodológico, que se comprovou a eficácia do assim chamado expurgo seletivo, ou seja, aplicação de inseticidas conduzida de maneira controlada, apenas nos domicílios onde os  vetores da doença de Chagas se faziam presentes. Isso representou um avanço fantástico em relação às técnicas até então utilizadas, que faziam uso de grandes quantidades de inseticidas aplicadas de maneira ampla, cobrindo extensas áreas geográficas e elevado número de residências. O expurgo seletivo foi incorporado às ações de combate à doença de Chagas em toda a área endêmica, sendo até hoje a metodologia padrão utilizada em todos os países onde ocorre a sua transmissão. Este fato, por si só, coloca Cássia dos Coqueiros em posição de destaque quando o assunto é controle da doença de Chagas.
Foi também o Professor Pedreira de Freitas quem idealizou e concretizou o estabelecimento de uma Unidade de Saúde que pudesse prover atendimento médico básico à população local. Assim, já no início da década de 1960 esse Serviço foi criado através da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), com a participação de professores e médicos residentes do Hospital das Clínicas, sendo os trabalhos  coordenados pelo Departamento de Medicina Social da FMRP.
Atualmente, o Centro Médico Social Comunitário Pedreira de Freitas (CMSCPF) representa a única unidade de saúde do município e por ela estagiam regularmente todos os alunos do 6º ano médico, no período compreendido entre janeiro e outubro. Em regime de internato, permanecem por duas semanas em grupos de 4 ou 5 acadêmicos, sob supervisão médica permanente. Além deles, também 2 grupos de 5 alunos do 5º ano médico cumprem no CMSCPF uma disciplina optativa, oferecida anualmente nos meses de novembro de dezembro.